6 Tendências Globais do Gerenciamento de Projetos para 2013



A ano de 2013 ainda não chegou mas já é hora de começar a pensar quais são as tendências para o gerenciamento de projetos, o que está por vir por aí?

Busquei 6 tendências ligadas ao gerenciamento de projetos divulgadas pelo PMI em seu relatório Pulse of Professional que listo e comento abaixo:

1. Forte investimento no gerenciamento do portfólio: devido às crises econômicas mundiais que vem ocorrendo nos últimos anos há uma forte tendência das organizações em investirem cada vez mais tempo em buscar o projeto certo. Não há mais espaço para investir dinheiro sem ter um bom retorno e os acionistas cada vez mais estão exigentes.

2. Uso de práticas interativas e incrementais para o gerenciamento do projeto: dado o crescimento de organizações ágeis e o social networking avançando muito em colaboração os projetos passam a adotar essa tendência como filosofia de trabalho. Vejam o caso do google: quando ele nasceu era uma caixa de pesquisa e um botão para acionar o resultado. Hoje, temos uma infinidade de funcionalidades que vão brotando aos poucos nas aplicações.

3. Gerenciamento de mudanças: na minha visão a adoção dos métodos ágeis que valorizam a mudança de escopo sempre que necessário parecem trazer a tona a necessidade de agilizar os processos tão travados para efetuar mudanças nos projetos. É evidente que esse assunto precisa ser melhor discutido uma vez que também não podemos deixar o projeto sem controle do que erá e do que tem que se entregar.

4. Crescimento da gestão de riscos nos projetos: As organizações e os projetos estão começando a perceber que o velho ditado "é melhor prevenir do que remediar" faz sentido e começam a buscar práticas que as equipes dos projetos possam atuar na gestão dos riscos e reduzir a quantidade de problemas existentes. Vamos acompanhar quanto tempo levará para atingirmos níveis mais elevados nesse processo, pois ainda se discute muito técnicas qualitativas e riscos negativos.

5. Desenvolvimento de talentos: projetos são feitos por pessoas e cada vez mais há o desafio de mantê-las motivadas em um cenário global e sem fronteiras para o trabalho. Empregos formais através de contratação CLT estão começando a não serem mais o objetivo de vida das pessoas e sim lugares onde as pessoas possam empreenderem, serem flexíveis e se desenvolveram incluindo seus projetos pessoais.

6. Foco nas entregas de benefícios dos projetos: Parece óbvio que todos os projetos entregam benefícios aos clientes dos mesmos, mas mensurá-los e gerenciá-los não são temas muito fáceis de se aplicarem. As dificuldades de montarem bons estudos de caso com Retorno do Investimento (ROI) em muitas organizações chegam a ser um mito.

leia relatório completo no site do pulse.

Acrescento uma tendência que percebo que podem ocorrer derivadas das 6 tendências acima:
7. Centros de Excelência: o surgimento de mais PMOs voltado a entrega da excelência no gerenciamento de projetos e no tratamento do conhecimento gerado por esses projetos de forma estruturada e na gestão das carreiras dos gerentes de projetos tratamento temas que possam levar esses gerentes a entregarem as tendências acima.

E vocês o que apostam para 2013?


Comentários

  1. Vejo que o Gerenciamento de Projetos vem sido muito influenciado pela mercado de TI. As metodologias ágeis se tornaram populares nesta área e vem influenciando as demais.
    Das tendências que você apresentou, vejo que 4 se encaixam dentro dos princípios ágeis: 2, 3, 5 e 6.
    Você concorda?

    ResponderExcluir
  2. Ótimo artigo. Concordo plenamente!

    ResponderExcluir
  3. Muito boa explanação Alam Braga, ja podemos ver que isso realmente é uma tendencia, pois as empresas elas tendem para esse norte, e ja se vê o alinhamento com as necessidades pessoais em empreender com a flexibilidade das empresas para que isso aconteça.

    ResponderExcluir
  4. Ótimos pontos, principalmente no que diz respeito a gestão de portfólio. Gosto muito do conceito desenvolvido pela IPS e a Universidade de Stanford do framework chamado SEF: Strategic Execution Framework. Através do framework, você consegue entender que pontos como cultura organizacional, organograma e politica influenciam muito na gestão efetiva do portfólio.
    http://www.marcosteles.com/2012/03/csia-aula-1-introducao-e-o-framework-de.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O papel do escritório de projetos (PMO) na organização

WMV no iphone

10 dicas para construção de uma EAP - Estrutura Analítica de Projeto